Você sabe qual é o seu tipo de pele?


Antes de descrever cada tipo de pele, é muito importante conhecer as suas estruturas. O maior órgão do nosso corpo é FORMADO POR 3 CAMADAS: a epiderme, derme e hipoderme. As três são essenciais para o corpo, possuem características singulares e exercem funções distintas.

A Epiderme é a camada mais superficial da pele e sua principal função é protegê-la dos danos externos, dificultar a saída de água do organismo e impedir a entrada de substâncias e de micróbios no organismo. É na Epiderme que estão as células que produzem melanina (Melanócitos) e é dela que também origina os CHAMADOS anexos da pele que são as unhas, pelos, glândulas sudoríparas e glândulas sebáceas.

Já Derme é a camada intermediária constituída por fibras de colágeno, elastina e gel coloidal, responsáveis pela tonicidade, elasticidade e equilíbrio da pele, e por grande quantidade de vasos sanguíneos e terminações nervosas. Na Derme também estão localizados os folículos pilosos, os nervos sensitivos, as glândulas sebáceas (responsáveis pela produção de sebo) e as glândulas sudoríparas (responsáveis pela nossa transpiração).

Por fim, a terceira e última camada da pele chamada de hipoderme, E basicamente é formada por células de gordura. Ela serve como estrutura de apoio para a epiderme e a derme, mantém a temperatura do corpo e acumula energia para o desempenho das funções biológicas.

Tipos de pele

Agora que você já conhece um pouco mais sobre a estrutura cutânea, vamos para a parte que classifica cada tipo pele. Geralmente, esta classificação é definida após a análise de diversos fatores e o dermatologista costuma definir o tipo de pele por meio de um exame visual ou tátil e pela análise feita por aparelhos específicos.

Talvez você ainda não saiba, mas identificar o seu tipo de pele é muito importante, principalmente para escolher produtos dermocosméticos que usará diariamente e possíveis tratamentos dermatológicos ou estéticos que queira realizar. Então, para ajudar você a ter uma ideia de qual é o seu tipo de pele, abaixo separamos as principais CLASSIFICAÇÕES, confira:

Pele Normal

Este tipo de pele costuma produzir gordura em uma quantidade equilibrada, por isso não dá aquela impressão de excesso de brilho ou ressecamento e possui uma textura saudável e aveludada, com poucos poros aparente.

 Agende uma Consulta

Pele Seca

Caracterizada por poros poucos visíveis e luminosidade mínima, a pele seca perde água excessivamente, por isso é mais suscetível a problemas como descamação, vermelhidão e aparecimento de RUGAS FINAS e fissuras. As causas da pele seca podem ser: genética, hormonal ou ambiental (tempo frio, seco, vento etc.). Banhos quentes e longos também podem contribuir para o ressecamento da pele.

A pele seca precisa ser profundamente hidratada. O ideal é que o rosto seja limpo duas vezes ao dia com produtos especialmente desenvolvidos para este tipo de pele que são mais suaves, e hidratantes que não tenham COMPONENTES que ressequem a pele.

Normalmente, peles secas são mais suscetíveis a rugas e perda da firmeza, mas para que esses efeitos sejam evitados, o recomendável é utilizar cosméticos antirrugas logo cedo e nunca se esquecer do protetor solar compatível com a pele seca.

Pele Mista

No Brasil, a pele mista é o tipo de pele mais predominante na idade adulta, pois é caracterizada pela oleosidade concentrada na Zona “T” (testa, nariz e queixo), com propensão à formação de espinhas e cravos nesta região.

O ideal é que as pessoas que possuem esse tipo de pele preste atenção no clima. No calor, a pele mista pode ser lavada duas vezes ao longo do dia para manter a Zona T mais seca, porém como outras regiões são secas, é preciso ter cuidado com o efeito reverso, por isso é fundamental optar por produtos para pele mista como sabonetes, água e LENÇO micelares. Apesar de a pele ser oleosa em algumas regiões, a hidratação também é indispensável para a pele mista, pois ajuda a torná-la mais uniforme.

Pele Oleosa

Normalmente, as pessoas detentoras de uma pele oleosa percebem que seus poros são mais abertos e evidentes e a luminosidade também é maior. Embora sejam características desconfortáveis, geralmente, esse é o tipo de pele que envelhece mais tarde.

Além da herança genética, contribuem para a oleosidade da pele os fatores hormonais, o excesso de sol, o estresse e uma dieta rica em alimentos com alto teor de gordura. Portanto, a pele oleosa deve ter cuidados especiais, como ser limpa com mais frequência.

Lembrando que os produtos utilizados neste tipo de pele não devem ser extremamente adstringentes, pois pode acontecer o efeito rebote, ou seja, ao aplicar produtos que deixem a pele extremamente seca é possível que a área responda produzindo mais oleosidade.

Não é porque a pele é oleosa que não deve ser hidratada. É isso mesmo, a hidratação regula o nível de oleosidade, mas o recomendável é optar por produtos com fórmulas leves e à base de água.

Mesmo com essas informações ainda tem dúvidas sobre o seu tipo de pele? Converse com um especialista!

 

Agende uma Consulta

 

Referências

Tipos de pele

http://www2.sbd.org.br/cuidado/tipos-de-pele/

Conheça a pele

https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/cuidados/conheca-a-pele/

Cuidados diários com a pele

https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/cuidados/cuidados-diarios-com-a-pele/

Sem categoria

#acidohialuronico #acido#linhasdeexpressao #hidratarapele

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *