Veja como o shampoo errado pode prejudicar a saúde do seu couro cabeludo

cabelo

Se tem uma coisa que você faz todos os dias ou quase todos é lavar a cabeça, e talvez você nem entenda a real importância disso. Não se trata só de lavar os cabelos, mas de higienizar também seu couro cabeludo – já pensou nisso? Não existe uma classificação específica para os tipos de couro cabeludo, como existe para os cabelos (oleoso, seco, normal, misto), mas uma coisa é certa: ele é importante, porque algumas doenças podem ter início nele! E porque o couro cabeludo é essencial para a beleza dos seus fios…!

 

Não é à toa que o shampoo deve ser aplicado primeiramente na raiz. é ali que se concentra todo o óleo produzido pelo seu couro cabeludo e de onde ele deve ser retirado – sem exageros, claro. Pode apostar; mesmo que você tenha cabelo oleoso, o ideal e recomendado é que a remoção da oleosidade natural seja feita sem excessos, caso contrário seu organismo irá entender que é preciso produzir mais e mais óleo, o que é chamado de efeito rebote.

 

Essa é uma das razões que torna tão importante a escolha do shampoo: existem vários e um deles certamente é o shampoo para o seu tipo de cabelo. Olhe o rótulo, procure algo que de fato te atenda, e teste. Uma boa dica é prezar por produtos que não contenham Sulfato, os famosos Low Poo. O Sulfato é a substância que gera a espuma, mas é ele também quem mais retira a oleosidade de forma pouco saudável, ou seja, ele retira demais! O shampoo Low Poo faz muito pouca espuma, e limpa sem agredir. E, se você acostumar com o fato de ter pouca espuma na cabeça, pode testar um produto No Poo, que não faz nada de espumação! Ambos são super recomendados tanto para a saúde do couro cabeludo, quanto para a saúde dos fios!

 

Independentemente da sua escolha, procurar fórmulas sem químicos agressivos é o ideal. Tire da sua lista os que contenham não só o Sulfato, mas também Sal, Silicone, Corantes e especialmente o Parabeno, ingrediente com potencial cancerígeno. Parece difícil, mas não é. Atualmente o mercado de cosméticos está cada dia mais “verde”, repleto de rótulos chamados de “limpos”, que prezam por matérias-primas não agressivas. Uma boa ideia é apostar em shampoos e condicionadores personalizados, que atendam exatamente à sua necessidade, tendo na fórmula apenas ingredientes que façam sentido para a saúde do seu couro cabeludo e fios. 

 

Na hora de lavar, meça o shampoo e condicionador na palma da mão, use o equivalente a uma moeda de um real e não repita a dose. O shampoo deve ser aplicado só na raiz e apenas escorre pelos fios na hora do enxágue. Já o condicionador deve ser passado no comprimento e nas pontas. E nada de deixar um pouquinho! Aquele “restinho de produto” no cabelo pode não apenas deixá-lo oleoso, como prejudicar a saúde do seu couro cabeludo. É muito comum, por exemplo, surgirem caspas por conta do resíduo que fica… 

 

Apelar para shampoo anti-resíduo pode ser uma boa solução, mas ela é emergencial, e deve ser usada com cautela, no máximo uma vez no mês! E se o seu cabelo acostumar com um shampoo e você sentir que ele não “faz mais efeito”? Troque! E quando dizemos para trocar, acredite, é possível manter-se na mesma marca, e só trocar a formulação, em especial se estamos falando de shampoos personalizados. Outro dica é não dormir com o cabelo molhado: fungos gostam dessa umidade no couro cabeludo. E não esqueça: cabeça coçando é sinal de alerta. Pode ser dermatite, piolho, caspa, alergia… O ideal, nestes casos, é procurar um dermatologista para investigar a coceira.

Blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *