Tratamentos para acne


Tratamentos para acne variam de acordo com o grau. Hoje vamos falar sobre tratamentos para acne. Você sabia que 98% dos adolescentes têm acne?

É, realmente, uma porcentagem alta, mas isso deve aos diferentes tipos de acne. Às vezes, pode ser só aquele cravinho pequenininho, mas que já é considerado acne. Confira alguns tratamentos para acne.

A acne é dividida em quatro graus

O primeiro grau é quem tem só aquele cravinho pequenininho, que são chamados comedões, que é a acne grau 1. Geralmente ocorre em volta do nariz e na região da bochecha.

A acne grau 2 já é, além dos cravinhos, uma inflamação maior desse folículo pilossebáceo.

Então na superfície da pele nós vemos umas bolinhas vermelhas. Elas ficam inflamadas e vermelhinhas, às vezes, junto com esses cravos na pele.

Na acne grau 3, além dos cravos e dessas bolinhas vermelhas, nós temos também cistos. São inflamações desse folículo pilossebáceo mais internas, uma inflamação maior do folículo.

Há um comprometimento dessa glândula sebácea por bactérias que causam essa inflamação e infecção, levando à formação desses nódulos.

A acne grau 4 é quando esses nódulos e cistos se tornam mais profundos. É quando você apalpa a pele e sente esses nódulos internos, eles nem saem para a superfície da pele, são internos.

Por que ocorre a acne?

A acne é tão comum entre os adolescentes, também na mulher adulta e em homens, mas  por que ela ocorre?

Na puberdade tem os hormônios masculinos e hormônios femininos que fazem com que essa glândula sebácea se desenvolva. A pele fica mais oleosa, predispondo ao fenômeno da acne.

Não tem como brecar esse processo de puberdade. Às vezes ele vai até 18, 20, 30 anos de idade, até quando esses hormônios agirem nas glândulas sebáceas.

Não tem uma idade limite, ou seja, a gente pode ter acne em qualquer fase da nossa vida.

A acne é mais comum na adolescência, mas também aparece na mulher na fase adulta. Quando ela entra na menopausa, quando ela toma hormônios ou quando faz uso dos chips de hormônios muda essa fase hormonal.

Quem sofre mais com a acne, meninos ou meninas?

Se a gente comparar dois irmãos, um menino e uma menina, vamos notar que ele sofre mais com a acne. E por que isso acontece?

Porque a testosterona tem uma ação maior na glândula sebácea. Essa ação faz com que a glândula fique mais inchada, produza mais hormônio, mais sebo e acaba dando uma inflamação maior na pele.

Por isso que os meninos acabam tendo uma acne mais importante e as mulheres que fazem reposição hormonal ou que começam a tomar remédios à base de testosterona também começam a ter acne.

Tenho acne. Devo fazer tratamentos para acne?

Quando você tem no processo de acne lembre-se de uma coisa fundamental: não pode espremer espinhas!

Se você fizer isso vai deixar marcas, porque é um processo inflamatório. Se você espremer, pode tanto levar esse processo para fora quanto a gravar e deixar ele mais interno.

Essas marcas são cicatrizes e elas podem ser irreversíveis para pele.

A primeira dica para quem tem acne, então é essa: jamais esprema!

Outra dica é ir ao dermatologista. Não é porque um amigo também tem acne que você vai usar os mesmos produtos que ele, tomar o mesmo remédio que ele.

Cada caso é um caso, cada um tem um tipo de pele e uma necessidade, então o remédio do seu amigo, às vezes, não vai servir para você.

Procure o médico dermatologista, ele vai receitar o melhor tratamento para a sua acne.

Uma dúvida de mães com filhos em torno de 8, 9 anos de idade que já apresentam os primeiros sinais de acne é se precisa levá-los ao dermatologista ou se podem fazer tratamentos caseiros.

Nós recomendamos já trazer ao dermatologista, assim que os primeiros sinais de acne aparecerem, para realizar os primeiros cuidados, que consistem em usar um sabonete adequado.

Às vezes o próprio shampoo que ela lava o cabelo já lavar o rosto, por exemplo.

A gente sabe que as crianças têm preguiça de lavar o rosto, então a gente dá dicas para elas de como manter a pele limpa e saudável, para que esse sebo não acumule na pele e não piore a condição de acne.

Tratamentos para acne e medicamentos

Existe um guia, um algoritmo de tratamento de acne que é universal e de acordo com esses graus de acne.

Existem tratamentos tópicos a base de secativos, como adapaleno, retinoides, entre outros.

Há também os tratamentos com antibióticos locais e também via oral e tem ainda a famosa isotretinoína.

Dependendo do grau de acne, o dermatologista vai indicar para o paciente a combinação necessária de todos esses tratamentos e esse  algoritmo serve como guia para o médico estabelecer o começo, o meio e a sequência do tratamento.

Existem também tecnologias que ajudam no combate da acne, no controle dos vasos dilatados da superfície da pele e também na diminuição da bactéria que causa acne.

Trata-se de uma bactéria anaeróbia, ou seja, ela não gosta de oxigênio. E quando a luz incide na pele ajuda a diminuir essa população de bactéria.

Então junto com os tratamentos tópicos e os tratamentos via oral, os tratamentos com tecnologia ajudam a melhorar a condição de acne.

Se você tiver acne e já tiver marcas na pele também é uma condição que pode ser tratada.

O tratamento da acne deve ser o mais precoce possível, deve ser o mais assertivo possível e não devemos esperar que a ela vá embora sozinha, porque ela pode ir embora deixando marcas e cicatrizes na pele.

Então se você tem espinhas ou tem por perto um filho ou amigo que tem espinhas na pele, procure o médico dermatologista para fazer o melhor tratamento e o mais precoce possível para não deixar essas marcas na pele.

Referência: Saiba mais sobre produtos para saúde.

Sem categoria

acnecicatrizes de acnecomo tratar acnecravosespinhasmedicamentos para acnetipos de acnetratamento para acne

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *