Preenchimento e estimulação de colágeno


Se tem uma palavra que vem cada vez mais sendo falada e buscada na Internet é o colágeno, não é mesmo? Embora esse assunto já tenha se tornado popular, ele ainda gera muitas dúvidas, confusões e incertezas. Neste artigo, nós vamos te contar tudo o que você precisa saber sobre colágeno, para que você entenda de forma clara quais são as funções desse composto e o que realmente funciona para estimulá-lo a fim de conseguir uma pele com mais firmeza, textura e brilho na medida certa!

O que é colágeno e qual a sua função?

Muita gente não sabe, mas o colágeno é um composto químico fundamental para a saúde e beleza da pele. O colágeno é uma proteína produzida pelo nosso organismo e que representa 25% de toda proteína presente no corpo humano. Sua função principal é dar sustentação as células, podendo ser encontrado na pele, nos ossos, cartilagens, ligamentos e tendões.

Como a sua função é dar estrutura, firmeza, elasticidade e sustentação à pele, a falta dessa proteína é uma das principais razões que afetam a aparência da pele, já que a partir dos 30 anos o organismo produz menos colágeno e a pele começa a apresentar sinais como rugas, flacidez e perda do contorno facial.

Para aumentar a produção de colágeno e ainda evitar a queda de sua quantidade na pele, existem diversos tratamentos e cuidados diários realmente eficazes. Continue a leitura!

Como estimular a produção de colágeno?

A produção de colágeno pode ser estimulada através de alimentos, exercícios e cremes. Em relação aos alimentos, é interessante reforçar a alimentação com os alimentos certos, como frango, clara de ovo, frutas cítricas e tropicais, feijão e lentilha, semente de linhaça, folhas verdes escuras, peixes, fritas vermelhas, castanha de caju, nozes, quinoa, alho, entre outros.

Vale ressaltar, também, que a prática de atividades físicas de forma regular também é essencial para que a produção de colágeno seja estimulada, já que quando nos exercitamos, ativamos os condroblastos e osteoblastos, células produtoras de colágeno. O ideal é que os exercícios sejam realizados pelo menos três vezes por semana.

Os cremes também podem ser aliados, mas é importante dizer o colágeno presente nos cremes é pouco absorvido pela pele, devido ao grande tamanho de sua partícula. Portanto, os cremes à base de colágeno não devem ser a principal forma de estimulação de colágeno.

Outros hábitos que ajudam a manter a pele mais jovial e bonita, é a ingestão de ao menos dois litros de água todos os dias, evitar fumar e beber álcool em excesso, manter os níveis hormonais equilibrados e evitar exposição solar excessiva, principalmente nos horários em que o sol está mais forte.

Tomar colágeno adianta?

            A suplementação de colágeno é um assunto que gera bastante dúvida. Na realidade ela pode ajudar na produção de colágeno, mas não pode ser vista como a principal maneira de se obter colágeno, já que ao ser digerida no nosso organismo, o colágeno se transforma em aminoácido e só é utilizada pelo corpo de acordo com as suas necessidades. Portanto, a melhores maneiras de se estimular colágeno é através de uma rotina saudável, que inclui alimentação balanceada e atividades físicas regulares, e também por meio de técnicas inovadoras e comprovadas, como o preenchimento e os bioestimuladores.

Como as técnicas de preenchimento auxiliam na falta de colágeno?

O preenchimento facial é um dos procedimentos mais utilizados quando se trata de pequenas falhas e volumização em regiões de rosto. O tratamento é realizado, na maioria das vezes, com ácido hialurônico, que consegue suavizar de forma instantânea rugas, depressões, olheiras e linhas de expressão, e estimular o colágeno de forma lenta. As injeções são realizadas apenas em pontos estratégicos e de acordo com os objetivos do paciente, como aumento dos lábios, sustentação dos malares, reestruturação da pele envelhecida, entre outros.

Vale destacar que o ácido hialurônico é seguro, já que se trata de um produto que contém as mesmas propriedades dos que o nosso organismo produz, apresentando assim chances praticamente zeradas de efeitos colaterais ou rejeição.  Já em relação a duração, ela pode variar de 6 a 18 meses, dependendo do organismo de cada paciente.

O que são os bioestimuladores de colágeno e como funcionam

Outra forma de estimulação de colágeno são os chamados bioestimuladores, que estimulam a produção de colágeno natural, podendo ser usada para reposição de volume a longo prazo e diminuição de flacidez cutânea. As aplicações são realizadas diretamente no local, o objetivo é firmador e unicamente de estímulo de produção de fibroblastos (que dão origem a formação de colágeno), e o resultado de recuperação da firmeza perdida ao longo dos anos e a melhora da qualidade da pele em geral é duradouro.

Já em relação aos resultados, o estímulo do colágeno acontece por até 18 meses após a aplicação, sendo o resultado de acordo com a capacidade de cada paciente de produzir colágeno.

Conheça abaixo três opções de tratamentos do tipo:

Radiesse

Efeito de preenchimento imediato, estímulo de produção natural de colágeno e recuperação, firmeza e elasticidade da pele. A hidroxiapatita de cálcio é indicada para amenização de rugas e marcas de expressão de moderada a grave no rosto, para perda de volume e flacidez nas mãos e para melhora do aspecto de áreas como pescoço, colo e parte interna do braço.

Geralmente é indicado de 2 a 3 sessões com intervalo de um mês e tem duração de mais ou menos dois anos.

Sculptra

O ácido poliático estimula o colágeno, melhorando o contorno fácil e corporal, além de atenuar rugas, sulcos e marcas de expressão. No rosto, é indicado principalmente para regiões de pouca mobilidade, como têmpora e orelhas, para dar sustentação. Já no corpo, trata celulite e flacidez de regiões como braços, coxas, glúteos e abdômen.

São indicadas em torno de três sessões para que os resultados sejam efetivos.

Ellansé

Melhora a textura da pele, além de ajudar na recuperação do volume que é perdido por causa da diminuição natural da gordura do rosto. Esse bioestimulador é indicado para peles maduras e cria pontos de sustentação, podendo dar 20% a 30% mais volume do que o ácido hialurônico, por exemplo.

O produto tem três versões que variam conforme a sua durabilidade (1,2 ou 3 anos) e depois do procedimento o paciente pode apresentar inchaço e hematomas que vão diminuindo em poucos dias.

 

Um abraço,

Dra. Silvia Kaminsky

Diretora Médica da Skinlaser.

CRM – SP 68.968 / RQE 38.901

Blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *