Por que as espinhas no rosto aparecem e como tratá-las?


Se você sofre com as espinhas no rosto, nós explicamos as principais causas e tratamentos para o problema.

Em algum momento da vida, uma grande porcentagem da população sofrerá com as espinhas no rosto. Embora essa inflamação de pele atinja, na maioria, os jovens e adolescentes, existem situações em que os adultos também desenvolvem o problema.

Infelizmente, há diversas razões que podem causar espinhas no rosto: má alimentação, estresse e distúrbios hormonais são alguns deles. E a melhor maneira de combater esse mal e conquistar a tão sonhada pele lisa e saudável é identificando as suas causas e investindo em cuidados diários.

Vamos descobrir quais são eles? No post de hoje, falamos tudo sobre a acne: das causas aos principais tratamentos do mercado. Acompanhe.

O que é acne?

Antes de tudo: você sabe o que é acne? Podemos dizer que o problema nada mais é do que uma inflamação de pele, que ocorre quando os chamados folículos pilosos ficam tampados, seja pela presença excessiva de gordura ou células mortas.

Em ambos os casos, a região acaba sendo dominada por bactérias, resultando nessa temida lesão. O mais comum é que a condição surja no rosto e, em alguns casos, atinja outras áreas do corpo, como o pescoço, peito, ombros e costas.

Podemos dizer que as acnes são classificadas em diferentes graus, sendo eles:

  • Grau I: presença de comedões abertos e fechados, sem indícios inflamatórios;
  • Grau II: presença de comedões abertos, fechados e pústulas com inflamações;
  • Grau III: presença de comedões abertos, fechados, pústulas, pápulas, cistos, grande nível de inflamação e dor;
  • Grau IV: presença de comedões abertos, fechados, pústulas, pápulas, cistos, placas e local infeccionado.

Quais as principais causas da acne?

As espinhas no rosto aparecem por uma série de razões: genética, estresse, alterações hormonais ou, inclusive, má alimentação. Veja:

Puberdade

A puberdade é o período da vida entre os 12 e 18 anos. Nessa fase, o surgimento de espinhas no rosto é bastante comum, já que há um aumento significativo na produção dos hormônios androgênicos — como a testosterona. Essa mudança é responsável por estimular a produção de oleosidade no organismo, resultando nas espinhas.

Má alimentação

Quando consumidos em excesso, alguns alimentos se tornam os grandes vilões de uma cútis bela e homogênea. Laticínios, carboidratos, frituras e alimentos com alta concentração de açúcar são alguns deles. Em vez disso, prefira as frutas, legumes, verduras, peixes e muita água.

Problemas hormonais

Outra razão para o surgimento das espinhas está no desequilíbrio hormonal, muitas vezes causado por doenças. Um dessas complicações é a Síndrome dos Ovários Policísticos, uma condição capaz de aumentar a fabricação dos androgênios no corpo feminino. Dentre todos os seus sintomas, o problema faz com que a pele fique mais oleosa e propensa a desenvolver acne.

Como combater as espinhas no rosto?

O primeiro passo para combater a acne é seguir uma rotina de cuidados. Todos os dias, é importante limpar a face para remover as impurezas acumuladas pela poluição ou excesso de maquiagem. Seguir uma alimentação saudável, ter boas noites de sono e manter o corpo sempre hidratado são outras práticas eficazes para quem deseja ter uma cútis impecável.

Agora, se você deseja intensificar o tratamento contra as espinhas no rosto, há a possibilidade de considerar alguns tratamentos estéticos poderosos. São eles:

Limpeza de pele

A limpeza de pele é um procedimento exclusivo para remover boa parte das impurezas faciais. O tratamento é indicado para todos os tipos de pele e tem duração de 50 a 60 minutos. Com essa “faxina profunda”, é possível deixar o rosto renovado, com menos oleosidade e livre das células mortas.

Peelings

O peeling é um tratamento que promove a descamação da pele, conseguindo, assim, renovar as células, suavizar as manchas e combater a acne. Para quem tem a pele oleosa, a opção ideal é o peeling químico, com a utilização do ácido salicílico. Essa substância é muito utilizada para controlar o óleo produzido pelas glândulas sebáceas do rosto.

Por outro lado, os indivíduos que apresentam acne em grau 1, ou seja, os cravos inflamados, deverão recorrer ao peeling com ácido retinoico. Este, por sua vez, conta com propriedades capazes de afinar a pele e renovar as células, proporcionando uma cútis lisa, macia e aveludada.

Luz pulsada

Por último, está a luz pulsada. Com essa tecnologia, é possível combater a acne atingindo somente a lesão, sem prejudicar o restante da pele. Funciona assim: com o auxílio de um aparelho específico, é emitida uma concentração de luz no local inflamado, destruindo as bactérias da região e intensificando a cicatrização. Para garantir um resultado ainda melhor, o tratamento deve ser feito junto a medicações tópicas, prescritas por um especialista.

Independentemente do tipo de acne, não deixe de ter um acompanhamento médico. Somente um profissional qualificado conseguirá identificar as reais causas do problema e indicar os tratamentos mais adequados para você.

E então, esclarecemos as suas dúvidas sobre as espinhas no rosto? Comente neste post e deixe a sua opinião. Em breve responderemos!

 

Blog

1 Comment

  • Excelente conteúdo! Já me inscrevi pra continuar ligada aqui em seus artigos, já gostaria de aproveitar e te convidar a visitar também o meu site pois o post que coloquei lá esta demais! Acredito que irá gostar e muito, gratidão e te vejo por lá. Abraço e Sucesso!! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *