Entenda quais são os riscos dos tratamentos a laser e como evitá-los


 

Atualmente, cada vez mais as pessoas buscam por tratamentos estéticos para diversas partes do corpo. Esse aumento se deve à evolução da tecnologia, que deixou os procedimentos mais rápidos, assertivos e, em muitos casos, mais baratos.

 

Dentre as tecnologias o uso do laser se destaca por sua versatilidade e resultados satisfatórios. É possível fazer clareamento de dentes, depilações, retiradas de tatuagem, tratamentos para estrias, entre outros, por meio desse recurso.

 

Entretanto, como quase todos os procedimentos estéticos, existem alguns efeitos colaterais e contraindicações que podem afetar negativamente o nosso corpo.

 

Por isso, fique atento a alguns riscos dos tratamentos estéticos com laser.

Como o laser age na nossa pele

Nos últimos anos o uso do laser se tornou parte da maioria esmagadora dos procedimentos realizados nas clínicas de estética. Desbancando, inclusive, alguns procedimentos cirúrgicos.

 

Parte desse sucesso deve-se ao fato de que os tratamentos a laser são pouco invasivos e trazem resultados significativos.

 

O laser pode atingir diversas camadas da pele dependendo do tratamento e seus objetivos. O número de sessões também varia de acordo com o tratamento e do problema a ser resolvido.

 

Observe quais são os principais lasers e seus efeitos na pele:

 

  • Laser de diodo de baixa intensidade: Indicado para o tratamento da acne, esse tipo de laser tem ação superficial, quando utilizado em baixa intensidade, capaz de combater as bactérias causadoras da acne;
  • Nd Yag Laser: Também conhecido como laser de neodímio, esse laser libera pulsos de alta energia em um pequeno espaço de tempo. Ele é usado no tratamento de rosácea e melasma, pois ajuda a reduzir os vasos, fechar poros e age no pigmento da pele.
  • Laser fraccionado de CO2: Esse tipo de laser age na água da pele. Ao aumentar a temperatura, ele elimina o tecido danificado, o que provoca a renovação, estimulando a produção de colágeno.

 

Riscos do uso do laser na pele

Como diversos outros tratamentos estéticos, os tratamentos a laser causam alguns efeitos. Entre eles está a descamação da pele, ardência, vermelhidão e sensibilidade temporária.

 

No entanto, quando esse efeitos se agravam a ponto de causar dores e deformidades por um longo período é o sinal de que algo está errado.

 

Para entender como isso acontece é importante saber que a principal ação do laser é o calor. Por isso, o seu uso indiscriminado oferece riscos à pele do paciente.

 

O calor excessivo e contínuo em uma única área da pele pode causar complicações, como queimaduras graves, manchas e cicatrizes.

Procure sempre um profissional

Apesar dos efeitos adversos normais, o principal causador dos riscos citados acima vem da irresponsabilidade de pessoas que se dizem profissionais.

 

Isso porque, a popularidade desse tipo de procedimento fez com que diversos locais e profissionais não qualificados começassem a oferecê-los de forma indiscriminada.

 

Alguns desses locais são abertos por pessoas sem qualquer conhecimento e experiência. Eles alocam aparelhos que só poderiam ser operados por profissionais formados na área.

 

Esses equipamentos são muito sensíveis. Sendo assim, qualquer situação, ainda que pequena, como o deslocamento deles de um lugar para o outro, pode descalibrá-los.

 

Isso faz com que o aparelho emita uma energia desproporcional, causando manchas, queimaduras e lesões mais graves.

 

Esse mesmo problema pode ser visto na área odontológica, por exemplo. A popularidade de tratamentos estéticos, como a lente de contato dental, fez com que muitas pessoas que não são dentistas oferecessem o procedimento por preços mais baratos.

 

As pessoas que procuram por esse locais acabam por apresentar danos irreversíveis ou resultados estéticos pouco satisfatórios que não acompanham o formato do rosto e da arcada dentária.

Procure sempre um profissional

Por todos os motivos citados acima opte, sempre, por realizar esse procedimentos com um profissional gabaritado. Desconfie de quem oferece resultados milagrosos por preços muito baixos.

 

Prefira as clínicas que tem equipamento próprio e contem com profissionais formados na área médica com formação em laser. São eles que poderão indicar, escolher e programar o aparelho para o seu tipo de pele e problema.

 

É importante, também, que você converse com o profissional antes de realizar o procedimento. Não exite em perguntar sobre o tipo de laser utilizado, as reações na pele, possíveis efeitos adversos e tempo de recuperação

 

Pense da seguinte forma:

 

Se você quer fazer um procedimento odontológico, como implantes dentários e até algo mais simples, como o uso de um aparelho dental transparente, você iria a qualquer dentista?

 

Não, né? Porque você sabe o quão sensíveis são nossos dentes e quão doloroso e prejudicial para a estética do sorriso e qualidade de vida um tratamento mal feito pode ser.

 

Bom, quando se trata da nossa pele o cuidado deve ser o mesmo. Afinal, essa é uma área do organismo muito sensível, que em casos mais graves pode mudar completamente nossa feição e autoestima.

 

Texto produzido por Estela Lima, redatora da empresa Vue Odonto.

Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *