Entenda a diferença entre acne, rosácea e dermatite atópica


As doenças de pele podem impactar negativamente a vida e a saúde de quem convive com elas, pois envolve dor, deformidade e prejuízos psicológicos. Esses desconfortos podem ir além da estética, já que o afetado é o maior e mais exposto órgão do corpo humano.

A pele está sempre exposta aos raios solares, vírus, fungos, elementos alergênicos e irritantes. Existem muitos agressores externos, sem contar as próprias manifestações do organismo que podem causar diversos problemas dermatológicos.

Separamos neste artigo três dos problemas de pele mais comuns para que você possa entender a diferença entre cada um deles. Confira:

Acne

Com certeza você conhece alguém ou até mesmo já sofreu com a acne em algum momento. O quadro é mais comum do que se imagina e quando avança, muitas vezes, deixa de ser um desconforto apenas estético, resultando em dor, impactos psicológicos e até mesmo entraves sociais.

A acne, que é mais frequente durante a adolescência, surge devido a um processo inflamatório das glândulas sebáceas e dos folículos pilossebáceos, normalmente devido à atividade hormonal.

Porém a acne não surge exclusivamente em adolescentes, nas mulheres adultas o problema também é bastante recorrente e costuma aparecer após os 25 anos de idade.

No geral, a SkinLaser recomenda não espremer ou cutucar as acnes e não apostar em nenhuma solução caseira para resolver o problema, pois pode causar mais complicações. Também é importante evitar a exposição solar, o uso de produtos oleosos na pele, o estresse e uma dieta baseada em alimentos gordurosos.

Por último, mas não menos importante, um médico dermatologista deve ser consultado para indicar a melhor forma de tratamento para a acne. Hoje em dia, existem medicamentos que controlam a acne e, até mesmo, podem acabar definitivamente com ela dentro de alguns meses. O ideal é começar o tratamento na fase inicial da acne, para que as espinhas e cravos não deixem as temidas cicatrizes.

Dentre as abordagens indicadas e utilizadas pela SkinLaser para o melhor resultado estético estão:

  • Uso de sabonete especial, secativo e fotoprotetor;
  • Peelings químicos que podem ser superficiais, médios ou profundos;
  • Dermoabrasão, que é indicado nos casos em que há presença de cicatrizes;
  • Laser de CO2 fracionado para que a pele danificada seja substituída por uma de aspecto mais jovial;
  • Laser Erbium Fracionado ou Diodo.

Rosácea

Você sabia que bochechas avermelhadas podem significar mais do que vergonha ou outra mudança passageira de humor, principalmente se o rubor aparece facilmente por outros motivos como alterações bruscas de temperatura ou consumo de alguns alimentos?

Pode ser rosácea, uma doença crônica dermatológica que muitos confundem com a acne. Porém, como falamos anteriormente, a acne é uma doença da glândula sebácea que acomete mais adolescentes e a rosácea, por sua vez, ocorre principalmente em adultos entre 30 e 50 anos de idade.

Mais um ponto diferente entre a rosácea e a acne: as causas da rosácea não são conhecidas. Estudos observaram que o estresse, a predisposição individual, mais comum em pessoas brancas e a predisposição familiar, já que 30% dos casos têm história familiar, são fatores de risco associados à rosácea.

Os principais sintomas dessa doença são: pele sensível e mais seca, que começa a ficar vermelha, principalmente, na região centrofacial. Frequentemente, surgem sintomas oculares, como olho seco e sensível à inflamação nas bordas palpebrais.

Aos poucos, a vermelhidão tende a ficar permanente e os episódios de rosácea acontecem com mais frequência. Entretanto, a boa notícia é que a rosácea pode ser controlada com cremes de uso noturno com agentes antibacterianos e antiparasitários; cremes de uso diurno, como protetor solar FPS 15 e medicação oral prescrito por um dermatologista para casos mais resistentes, como antibióticos, parasitários e sotretinoína oral.

Há também procedimentos que podem ser realizados pelo dermatologista, como:

  • Hidratação profunda
  • Peelings químicos
  • Laser
  • Luz pulsada

Dermatite Atópica

Escolhemos a dermatite atópica para tratar neste artigo, porque ela é um dos tipos mais comuns de alergia, possuindo sintomas como: pele seca, erupções que coçam e crostas que normalmente surgem nas dobras dos braços e na parte de trás dos joelhos. Muitas vezes esses sintomas veem acompanhados de asma ou rinite alérgica.

A dermatite atópica está vinculada a fatores de risco como: alergias a mofo, ácaros, pólen e pelo de animais; exposição a ambientes, fragrância, corantes, loções sabonetes e produtos de limpeza; baixa umidade do ar, frio intenso, calor e transpiração; infecções, estresse emocional, certos alimentos ou roupas.

Lembrando que a dermatite atópica geralmente se desenvolve na infância e é mais comum em pessoas que têm histórico familiar da doença.

Assim como todas as outras condições, a dermatite atópica pode ser controlada. Os principais tratamentos têm como objetivo o controle da coceira, a redução da inflamação da pele e a prevenção de recorrências.

Na SkinLaser as abordagens mais utilizadas para tratar esta doença são:

  • Fototerapia, tratamento com raios ultravioleta;
  • Medicações orais para casos mais severos da doença;
  • Antibióticos caso ocorra complicações, como infecções secundárias.

É importante lembrar que a automedicação para qualquer uma dessas doenças pode causar ainda mais complicações, por isso, busque ajuda médica de um dermatologista para ter o diagnóstico correto e siga o tratamento indicado.

Conheça mais sobre a acne, rosácea e dermatite atópica acessando a página: https://www.skinlaser.com.br/tratamentos/

Referências

As doenças de pele que mais abalam o bem-estar

https://saude.abril.com.br/medicina/doencas-de-pele-abalam-a-mente/

Dermatite Atópica

http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/dermatite-atopica/59/

Rosácea

http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/rosacea/62/

Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *