Descubra como prevenir a Micose no verão.


O verão brasileiro é quente e chuvoso, por isso cria o ambiente perfeito para a proliferação de fungos que causam a micose. Além disso, outros hábitos que costumam ser adotados nesta época do ano como: permanecer com a roupa de banho molhada o dia inteiro, andar descalço em lugares públicos, não secar o corpo direito e utilizar roupas emprestadas, favorecem a manifestação da doença, principalmente em regiões do corpo como unhas, couro cabeludo, dobras e pés.

Mas calma! É possível prevenir a Micose neste verão e vamos explicar como neste ARTIGO, confira.

Micose: o que é?

Micoses são infecções causadas por fungos que atingem a pele, as unhas e os cabelos e, normalmente, manifestam-se em locais, cujas condições climáticas são de calor e umidade, ideais para o desenvolvimento dos fungos.

Tipos de Micose

Existem diferentes tipos de Micoses, dentre eles:

Pitiríase (Versicolor)

Popularmente conhecida como micose de praia ou pano branco, a Pitiríase é causada por fungos do gênero Malassezia, possui evolução crônica e recorrente, afetando especialmente pessoas jovens que possuem pele oleosa.

Os principais sintomas da Pitiríase são: manchas brancas e descamativas, que podem estar agrupadas ou isoladas na parte superior dos braços, tronco, pescoço e rosto. É possível que se apresente também como manchas escuras ou avermelhadas, por isso o nome Versicolor.

Tineas (Impinge)

É um tipo de Micose ocasionada por um grupo de fungos que sobrevive da queratina da pele, pelos e unhas e pode ser encontrado em animais, no solo ou no ser humano. Os principais sinais que denunciam esta micose superficial são: manchas vermelhas de superfície escamosa com bordas bem delimitadas, além de pequenas bolhas e crostas que surgem de dentro para fora e coçam bastante.

Candidíase

Você já deve ter ouvido falar na famosa Candidíase, certo? No verão ela é muito comum e costuma acometer principalmente o público feminino. Trata-se de uma infecção fúngica causada pela cândida, que pode afetar a pele, mucosas e unhas. Algumas situações favorecem o seu desenvolvimento, dentre elas: imunidade comprometida, uso prolongado de antibióticos, diabetes e situação de umidade e calor.

 Agende uma Consulta

A Candidíase se manifesta de diversas formas. Na mucosa oral costuma surgir placas esbranquiçadas, como o “sapinho” que é muito comum nos bebês. Também se manifesta por meio de lesões fissuradas no canto da boca (queilite angular); placas vermelhas e fissuras localizadas nas dobras dos seios, axilas ou unhas. Porém, a manifestação mais conhecida da Candidíase é na região genital, que provoca coceira, manchas vermelhas e secreção vaginal esbranquiçada.

Onicomicoses

Esta micose afeta as unhas e raramente surge na infância, acontecendo predominantemente na fase adulta, após os 55 anos de idade. Os sintomas mais característicos da Onicomicose são: unhas mais espessas que se descolam do leito e sofrem mudanças na coloração e na forma.

Tratamentos

Nos casos em que a Micose já tenha sido diagnosticada, é possível controlá-la com a aplicação de pomadas e cremes, e para os casos mais graves são receitados pelo dermatologista antifúngicos orais.

Lembre-se que ao ter qualquer suspeita de micose, procure auxílio de um médico. Nunca se automedique!  Os médicos dermatologistas são especializados em diagnosticar e tratar de forma adequada as micoses sem colocar a sua saúde em risco.

Prevenção

Agora vamos para a parte que interessa: como evitar a micose e ter um verão tranquilo. A melhor forma de prevenir as micoses é adotando alguns hábitos higiênicos. Abaixo separamos os principais:

  • Não passe o dia com roupas de banho molhadas;
  • Prefira roupas leves de algodão, evitando tecidos sintéticos. Isso serve também para as roupas íntimas;
  • Evite calçados fechados por longos períodos e opte pelos mais largos e ventilados;
  • Sempre que for à manicure, leve seus próprios materiais;
  • Seque bem o corpo após o banho, principalmente nas dobras (axilas, virilhas e dedos dos pés);
  • Evite o contato prolongado com a água e o sabão;
  • Não compartilhe toalhas, roupas, escovas de cabelo e bonés, pois esses objetos podem transmitir doenças;
  • Evite andar descalço em locais úmidos, como vestiários, saunas e lava-pés de piscinas.

Nossa última dica é: aproveite o verão com saúde e segurança!

 

 

Agende uma Consulta

 

 

Dra. Maria Fernanda Gomes
CRM-SP 155.139/ RQE: 73.730

Blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *