A importância da Dermatologia para as crianças

A importância da Dermatologia para as crianças

 

Dermatologia para crianças: não devemos tratar as crianças como miniaturas de adultos. Estas alterações na pele requerem avaliação e tratamentos direcionados, que considerem as peculiaridades e especificidades infantis.

Aquela manchinha branca na unha, uma marquinha estranha na pele e até mesmo aquelas bolinhas que parecem acne ou crostinhas que se formam no couro cabeludo da criança, causam muita preocupação aos pais, não é mesmo?

Dermatologia para crianças

A pele da criança costuma ser mais fina e sensível que a dos adultos e, por isso, torna-se mais vulnerável a infecções e alergias. O que muitas pessoas também não sabem é que mais de 70% da exposição solar que recebemos durante a vida se dá na infância e as queimaduras ocasionadas pelo excesso de exposição solar estão relacionadas com o aumento do risco de câncer de pele na idade adulta.

Devido a estes e outros motivos, fica claro que os cuidados com a pele da criança devem ser diferentes, orientados e direcionados por um profissional especializado. O Dermatologista Pediátrico é o responsável por entender as necessidades desses pacientes tão especiais e esclarecer possíveis dúvidas dos pais sobre cuidados e doenças dermatológicas infantis.

E por falar em doenças da pele e do cabelo que acometem com mais frequência as crianças, separamos neste artigo as principais, assim como seus sintomas, tratamentos e prevenção. Confira:

Alergia

Alergias acontecem quando o organismo reage de forma anormal a algum agente externo. Diversos problemas de pele estão relacionados à alergia, que pode ser ocasionada simplesmente pelo contato com determinadas substâncias químicas, por exemplo. Entre os sintomas mais comuns da alergia estão: coceira, vermelhidão, descamação e lesões como bolhas e crostas.

Para prevenir possíveis alergias, o ideal é que os pais evitem expor seu filho a cosméticos e produtos de higiene direcionados ao público adulto como maquiagens, perfumes, cremes, sabonetes e xampus. Produtos de limpeza também devem ficar longe do alcance dos pequenos.

Mas, se ainda assim o seu filho apresentar algum quadro de alergia, o primeiro passo é procurar um dermatologista para identificar as causas e controlar os sintomas com o tratamento mais adequado.

Dermatite Atópica

É considerada uma doença genética e crônica que não tem cura, mas que pode ser controlada com o tratamento dermatológico adequado. Os principais sintomas que indicam um caso de dermatite atópica são: ressecamento, coceira e lesões na pele e, em alguns casos, quadros de alergia respiratória (rinite e asma) e ocular (coceira nos olhos e conjuntivite alérgica).

A principal forma de controlar esta doença é estabelecer uma rotina de hidratação da pele e evitar agentes externos que ocasionam as crises. Durante as manifestações da dermatite atópica podem ser aplicados medicamentos tópicos e orais, prescritos pelo dermatologista, para controlar a coceira. A fototerapia também atua, muitas vezes, como tratamento coadjuvante.

Dermatite Seborreica

Trata-se de uma doença não contagiosa e crônica que afeta principalmente bebês e adolescentes, ocasionando descamação e vermelhidão em algumas áreas do rosto como sobrancelhas, cantos do nariz, couro cabeludo e orelhas. Um dos principais métodos de prevenção da dermatite seborreica é evitar banhos muito quentes e o tratamento para controlar os sintomas, geralmente, é feito por meio do uso de cremes ou pomadas compostas por antifúngicos e corticosteroides.

Impetigo

É uma infecção bacteriana superficial da pele, altamente contagiosa, que costuma surgir no rosto ou extremidades da pele das crianças. O que mais favorece a instalação e o desenvolvimento dos agentes infecciosos que causam o Impetigo é o calor e a umidade.

Queda da imunidade, ferimentos superficiais como arranhões e pequenos cortes, picadas de insetos e lesões de pele de outras doenças como dermatite atópica, também podem servir como porta de entrada para a bactéria e manifestação do Impetigo.

A melhor forma de tratar e evitar a recidiva da doença é limpando cuidadosamente as feridas com água e sabão. Para infecções mais localizadas e intensas, o dermatologista pode receitar o uso tópico de cremes, pomadas ou antibióticos orais.

Micose

Quem nunca ouviu falar da famosa micose, não é mesmo? Essa infecção é causada por fungos que afetam a pele, unhas e cabelos. Os principais fatores responsáveis pelo surgimento das micoses superficiais também são: calor, umidade e falta de higiene.

Desta forma, para prevenir seu filho dessa incômoda condição, basta certificar-se que seus hábitos de higiene têm sido realizados adequadamente e isso diz respeito a secar bem após o banho as dobras do corpo como: axilas, virilhas e entre os dedos dos pés. Se mesmo com esses cuidados a micose aparecer, elas podem ser tratadas com medicamentos antifúngicos tópicos ou orais.

Leve seu filho ao dermatologista regularmente – dermatologia para crianças

Agora que você já sabe de todas estas informações, sempre que o seu filho apresentar quaisquer sintomas na pele, nos cabelos ou nas unhas, leve-o ao dermatologista.

Mesmo que também não tenha nenhum sintoma ou suspeita de doença, ainda assim é fundamental levá-lo ao dermatologista para check-ups regulares, pois são essas consultas que garantem a saúde e proteção da pele do seu pequeno.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com outras pessoas!

Referências

Sociedade Brasileira de Dermatologia lista as principais doenças da pele em crianças no retorno às aulas

http://www.sbd.org.br/noticias/sociedade-brasileira-de-dermatologia-lista-as-principais-doencas-da-pele-em-criancas-no-retorno-as-aulas/

Já levou seu filho em uma Clínica de Dermatologia Infantil?

https://www.maestrosaude.com.br/dermatologia/dermatologia-infantil/

Micose

https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/micose/14/

Impetigo

https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/impetigo/29/

Blog

#clinicadermatologicasp#dermatiteseborreica#dermatologiaparacriança#impetigomicose

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *