loading

4 sinais de que você deve ir ao dermatologistaPosted by on


Ir ao dermatologista é um hábito negligenciado com certa frequência. Isso porque grande parte das pessoas tem o péssimo hábito de colocar a saúde da pele em segundo plano, dando prioridade a outras questões. Se você é uma delas, fique atenta!

A pele é considerada o maior órgão do corpo humano e, assim como outras áreas, merece total cuidado ao longo da vida. Esqueça a ideia de procurar esse especialista só em situações extremas, como acontece quando surge uma irritação ou infecção: o dermatologista deve ser visitado com frequência ou, ao menos, quando surgem manchas ou outros sinais que merecem alerta.

Ainda tem dúvidas sobre quando ir ao dermatologista? Nós listamos alguns sinais que são indicativos de que vale uma visita ao especialista. Acompanhe.

  1. Manchas de sol

As manchas de sol, como o nome já diz, são causadas quando a pele é exposta por muito tempo à luz solar. Elas surgem como uma forma de proteção, quando o organismo percebe que a epiderme está sofrendo agressões dos raios ultravioletas.

Como resultado, a pele passa a contar com algumas porções de acúmulo de melanina — as famosas manchas. Esse efeito tende a atingir mais as pessoas de pele muito branca e que se queimam facilmente. Áreas como o rosto, ombros, colo e braços são as que mais sofrem com essa reação do corpo.

Apesar de, muitas vezes, as manchas não apresentarem riscos à saúde, vale ir ao dermatologista para prevenir a formação de lesões cancerígenas e receber instruções sobre o uso correto de cremes e filtro solar.

  1. Lesões que não cicatrizam

Uma das principais razões para ir ao dermatologista são, sem dúvida, aquelas lesões que não cicatrizam. Você tem algum tipo de ferida que está há semanas ou até mesmo meses sem sarar?

Se a resposta for “sim”, este é um sinal de que algo não vai bem com a sua pele — e talvez, com a sua saúde. Por essa razão, verifique algumas características de sua ferida, tais como: coloração, estado da pele e o tempo que está levando para a lesão cicatrizar.

Não deixe de anotar todas essas questões e, o mais rápido possível, agende uma consulta. A sua saúde deve vir em primeiro lugar!

  1. Queda de cabelo

Não há escapatória: todos, em algum momento da vida, vão perder cabelos. Para se ter uma ideia, as mulheres podem perder até 70 fios por dia, seja no banho, ao pentear ou, simplesmente, ao passar os dedos entre as madeixas.

No entanto, é preciso prestar mais atenção quando essa queda se torna excessiva, já que qualquer alteração pode ser um sinal de que há algo errado com o seu organismo. Como perceber essas mudanças? É fácil:

  • Verifique se há falhas em locais específicos do couro cabeludo;
  • Veja se os fios estão perdendo a espessura;
  • Analise se o cabelo está quebradiço;
  • Observe se há irritação ou coceiras na região.

Identificou alguma dessas características? Não perca tempo e procure um médico. Com o acompanhamento adequado, o profissional poderá avaliar se há doenças inflamatórias no couro cabeludo ou se a condição está associada a um desequilíbrio hormonal.

  1. Mudanças nas pintas também são sinais de que você deve ir ao dermatologista

O câncer de pele, assim como outras doenças, quando diagnosticado precocemente apresenta altas chances de cura – e a melhor maneira de identificar o problema é analisando as pintas e manchas em todo o corpo.

Quem tem muitas pintas já deve estar careca de saber: ir ao dermatologista é obrigatório. Porém, aqueles que não estão acostumados com essa rotina ainda ficam inseguros quando uma nova pinta aparece na pele. Para acabar com as dúvidas, basta dar uma olhada no passo a passo do autoexame para o câncer de pele:

  • Assimetria: veja se os dois lados da pinta estão iguais. Caso eles sejam muito diferentes, fique atenta!
  • Bordas: as pintas sem formato definido e que se espalham pela superfície da pele merecem atenção;
  • Cor: pintas escuras podem ser um risco;
  • Diâmetro: as pintas grandes costumam ser sinônimo de melanoma. Ainda assim, não deixe de dar atenção às menores;
  • Evolução: acompanhe a evolução da pinta. Ela cresceu, mudou de forma ou de cor? Em caso positivo, está na hora de visitar seu médico!

Dica: além de prevenir uma série de doenças, o dermatologista é o melhor profissional para indicar tratamentos estéticos aos pacientes. Se você deseja melhorar o aspecto da sua pele, cabelo ou unhas, invista nessa ideia!

Agora não há mais desculpas para você deixar de ir ao dermatologista! Com esses passos, ficará muito mais fácil saber quando é preciso visitar um bom especialista e garantir uma ótima saúde e visual.

Gostou das nossas dicas e quer conferir outros conteúdos como este? Curta a nossa página no Facebook e acompanhe as novidades!

Blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *