loading

Por que tratamentos estéticos devem ser feitos por médicos?Posted by on


Vivemos na era da vaidade, e, com a popularização da internet e o avanço das redes sociais, a busca pelo corpo perfeito está cada vez mais em pauta. Já não é raro encontrar pessoas que se submeteram ou desejam investir nos inúmeros tratamentos estéticos — seja para manter o corpo em forma, ou o rosto e pele impecáveis.

No entanto, por conta da alta demanda, muitas clínicas e profissionais não especializados estão ofertando esse tipo de serviço, e a consequência disso é uma só: problemas e complicações graves e irreversíveis para o paciente, podendo causar, até mesmo, a morte.

Todo cuidado é pouco, e se você deseja ficar bela e preservar a saúde, a receita é buscar acompanhamento somente com um médico habilitado. No post de hoje, você encontrará todas as dicas para realizar os tratamentos estéticos de uma forma segura e eficaz. Confira!

Os riscos de fazer tratamentos estéticos sem um médico

Com o surgimento de novas tecnologias no universo da dermatologia, os procedimentos estéticos prometem ótimos resultados e, em alguns casos, instantâneos. Dentre os tratamentos mais procurados hoje em dia, podemos destacar os injetáveis (com botox ou ácido hialurônico), os diferentes tipos de peeling e os famosos e poderosos lasers.

Apesar das inúmeras vantagens dessas técnicas, elas podem se tornar um verdadeiro pesadelo na vida dos pacientes que realizam os procedimentos com profissionais não habilitados. Isso porque muitas pessoas acreditam que esses métodos são simples demais e não exigem o acompanhamento de um especialista no assunto. Grande engano!

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, todos os procedimentos estéticos devem ser feitos somente por médicos habilitados, já que os profissionais sem habilitação e conhecimento na área podem colocar a vida dos pacientes em jogo.

O motivo dessa exigência é simples: além de conhecer todas as técnicas, os profissionais de medicina estão aptos para lidar com eventuais complicações, principalmente quando falamos de procedimentos estéticos invasivos, de alto risco e que podem causar sequelas.

Principais complicações

Verdade seja dita: todo e qualquer tipo de procedimento pode apresentar complicações aos pacientes. No entanto, caso algum tratamento seja realizado sem o devido acompanhamento médico, as chances de erros são muito maiores. Abaixo, listamos alguns exemplos dos problemas mais comuns:

  • Queimaduras na pele;
  • Irritações e alergias;
  • Complicações causadas pela aplicação de substâncias desconhecidas ou ilegais;
  • Obstrução de vasos e artérias (no caso dos preenchimentos) e substancias injetáveis.

Como encontrar um profissional capacitado?

Atualmente, há uma série de profissionais, não formados em medicina, que atuam no ramo da estética, sendo constantemente, confundidos com dermatologistas. Fique atenta! A nossa sugestão é que você siga alguns passos importantes para identificar o especialista. Veja:

1º passo: cheque o CRM

A melhor maneira de identificar se um médico está habilitado a exercer a sua função é checando o site do Conselho Federal de Medicina. Na página da entidade, você pode buscar pelo profissional, seja pelo nome ou número do registro profissional no conselho.

2º passo: saiba se o profissional é especialista

Para realizar tratamentos estéticos, não basta ter formação em medicina — o profissional deve ser especialista na área da dermatologia. Portanto, uma maneira de conferir essa informação é fazer uma consulta rápida no site da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Lá, você vai saber se o médico é, realmente, um dermatologista e se está autorizado a realizar os procedimentos.

3º passo: pesquise sobre o profissional

Além de conferir nos órgãos responsáveis, que tal acompanhar os feedbacks de outros pacientes que já se consultaram com o especialista em questão?

4º passo: esclareça as suas dúvidas

Após uma longa pesquisa, você encontrou um bom profissional? Excelente! Agora, é a hora de agendar uma consulta e esclarecer as suas principais dúvidas sobre os tratamentos estéticos que você tem interesse.

Durante o atendimento, procure resolver todas as suas inseguranças com o médico, perguntando sobre os riscos de complicações e cuidados após o procedimento. Observe se o especialista se mostra disposto, seguro e transmite confiança ao longo da conversa – esse detalhe fará toda a diferença!

E então, ficou clara a importância de realizar tratamentos estéticos somente com um médico? Agora que você já está por dentro do assunto, que tal buscar um dermatologista? Se ficou com alguma dúvida, escreva pra gente pelos comentários e até a próxima. 

 

Blog

dermatologiaestetica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *